Postagens populares

domingo, 19 de agosto de 2012

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Sobrador de alpiste


Segue algumas fotos das medidas, depois posto fotos do sobrador que eu fiz, sendo leigo no assunto, e ficou muito bom.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

ÓTIMA NOTÍCIA

Nosso primeiros filhotes acabam de nascer hoje dia 07/08/2012, o primeiro ja nasceu estamos esperando apenas os outros 4 nascerem

domingo, 5 de agosto de 2012

CPCCF

Visite a Exposição de Canários que está sendo realizada entre os dias 22/07/2012 a 12/08/2012
na Rua da Moóca- 1437- Em baixo do viaduto Alberto Mesquita de Camargo- Moóca- São Paulo
Para mais informações entre em contato pelos telefones: (11) 97741-8384 - (11) 3209-6887
Ou entre no site: http://www.frisados.com.br/





Capa da revista do Centro Paulista de Criadores de Canários Frisados- CPCCF-2012, ou veja a revista online

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Criação de canário de Cor


Para maiores informações para que está começando agora a criação de canários de cor 

Nunca acasale 


com fator vermelho x sem fator vermelho 
linha clara x linha escura 
diluídos x oxidados 
mosaicos x nevados 
dominante ou recessivo x com fator vermelho 
dominante x marfim ou portador 
ágata x féo 
ágata x satinado 
pastel x opal 
pastel x satinado 
pastel x féo 
satinado x féo 
féo x opal 
opal x satinado 
dois fatores diferentes de diluição de melaninas mesmo que sejam apenas dois portadores. 
Todos os acasalamentos acima gerarão pássaros atípicos ou fora da nomenclatura atual, se não na primeira geração, nas subseqüentes. 
Ainda não devem ser acasalados: 
intenso x intenso 
dominante x dominante 
Pois nesses acasalamentos ocorre o fator sub-letal, matando parte dos 
embriões e gerando parte dos filhotes debilitados. 
Obs.: 
Alguns acasalamentos não aconselháveis podem ser feitos visando 
aprimorar determinadas qualidades. Por exemplo: acasalar mosaicos da linha clara com mosaico da linha escura, para obter mosaicos da linha escura bem caracterizados. 
Entretanto, esses acasalamentos devem ser feitos exclusivamente por criadores experientes e que possuam um plantei grande. 
Acasale sempre 
linha clara x linha clara 
linha escura x linha escura 
sem fator x sem fator 
com fator x com fator 
nevado x intenso 
nevado x dominante 
nevado x recessivo 
mosaico x mosaico 
diluído x diluído 
oxidado x oxidado 
TABELAS
A - Lipocromo
1 - intenso x nevado 
prole: machos e fêmeas intensos e nevados 
2 - mosaico x mosaico 
prole: machos e fêmeas mosaicos 
3 - nevado x dominante 
prole: machos e fêmeas nevados e dominantes 
4 - nevado x nevado 
prole: machos e fêmeas nevados, porém esse acasalamento gera 
pássaros com excesso de névoa e de plumagem. 
Obs.: mosaicos x intenso. Podem ser acasalados, visando intensificar o 
lipocromo nas zonas índices dos mosaicos e reduzir o excesso de plumagem. 
Contudo, só depois de algumas gerações e de acasalamentos consangüíneos obtém-se bons resultados. 

B - Diluídos x Diluídos 

l - (M) ágata x (F) Isabel 
prole: machos ágatas portadores de Isabel fêmeas ágatas 

2 - (M) ágata x (F) ágata 
prole: machos e fêmeas ágatas 

3 - (M) isabel x (F) Isabel 
prole: machos e fêmeas isabéis 

4 - (M) isabel x (F) ágata 
prole: machos ágatas portadores de isabel 
fêmeas isabéis 

5 - (M) ágata portador de Isabel x (F) isabel 
prole: machos isabéis 
machos ágatas portadores de isabel 
fêmeas isabéis 
fêmeas ágatas 

6 - (M) ágata portador de Isabel x (F) ágata 
prole: machos ágatas 
machos ágatas portadores de isabel 
fêmeas isabéis 
fêmeas ágatas 

C - Oxidados x Oxidados 
1 - (M) negro-marrom x (F) negro-marrom 
prole: machos e fêmeas negro-marrons 

2 - (M) negro-marrom x (F) canela 
prole: machos negro-marrons p/canela 
fêmeas negro-marrons 

3 - (M) canela x (F) negro-marrom 
prole: machos negro-marrons p/canela 
fêmeas canelas 

4 - (M) canela x (F) canela 
prole: machos e fêmeas canelas 

5 - (M) negro-marrom p/ canela x(F) negro-marrom 
prole: machos negro-marrons 
machos negro-marrons p/canela 
fêmeas canelas 
fêmeas negro-marrons 

6 - (M) negro-marrom p/ canela x (F) canela 
prole: machos negro-marrons p/canela 
machos canelas 
fêmeas canelas 
fêmeas negro-marrons 

Os canários negro-marrons oxidados são os verdes, azuis e cobres. 

Porém na tabela quando aparece o termo negro-marrom não podemos esquecer que os cobres, ao contrário dos verdes e azuis, têm fator vermelho. Os acasalamentos corretos são: 

verde x verde 
verde x canela amarelo ou prateado 
verde x azul 
azul x canela amarelo nevado 
cobre x cobre 
cobre x canela vermelho 
canela x canela

Obs.: 
Os acasalamentos com negro-marrons portadores de ágata ou Isabel e canelas portadores de isabel, não foram feitos porque esses pássaros descendem de acasalamentos incorretos. 

D - Pastel - Satínê - Marfim 
1 - (M) puro x (F) normal 
prole: machos portadores fêmeas puras 

2 - (M) puro x (F) pura 
prole: machos e fêmeas puros 

3 - (M) normal x (F) normal 
prole: machos e fêmeas normais 

4 - (M) normal x (F) pura 
prole: machos portadores fêmeas normais 

5 - (M) portador x (F) normal 
prole: machos normais machos portadores 

fêmeas normais 
fêmeas puras 

6 - (M) portador x (F) pura prole: machos portadores 
machos puros 
fêmeas normais 
fêmeas puras 

Esses fatores são caracterizados por gens ligados ao sexo masculino. Não 
existindo fêmeas portadoras, porque apenas um gen é suficiente para a caracterização desses fatores no fenótipo das fêmeas. 

E • Recessivo - Opal - Ino (Féos) Topázios 

1 - (M) puro x (F) normal 
prole: machos e fêmeas portadores 

2 - (M) puro x (F) pura 
prole: machos e fêmeas puros 

3 - (M) puro x (F) portadora 
prole: machos puros 
machos portadores 
fêmeas puras 
fêmeas portadoras 

4 - (M) normal x (F) normal 
prole: machos e fêmeas normais 

5 - (M) normal x (F) pura 
prole: machos e fêmeas portadores 

6 - (M) normal x (F) portadora 
prole: machos normais 
machos portadores 
fêmeas normais 
fêmeas portadoras 

7 - (M) portador x (F) normal 
prole: machos normais 
machos portadores 
fêmeas normais 
fêmeas portadoras 

8 - (M) portador x (F) pura 
prole: machos puros 
machos portadores 
fêmeas puras 
fêmeas portadoras 

9 - (M) portador x (F) portadora 
prole: machos puros machos normais 
machos portadores 
fêmeas puras 
fêmeas normais 
fêmeas portadoras 

Esses fatores são caracterizados por gens recessivos, que necessitam estar em dose dupla para sua caracterização no fenótipo e independem do sexo dos pássaros acasalados, por isso nota-se que na prole o fenótipo e o genótipo dos machos e das fêmeas são sempre iguais e que nos casais l e 5, 3 e 8, 6 e 7 a prole é idêntica.